6 dicas de reaproveitamento e congelamento de alimentos

Gastronomia

O número de refeições diárias feitas em casa tem aumentado desde a chegada da quarentena – entre o café da manhã e a ceia são diversos os pratos a serem preparados. Esse momento exige criatividade e também é uma boa oportunidade para colocar em prática novas receitas. Além de se atentar aos nutrientes necessários para uma alimentação saudável e balanceada, é preciso ficar atento para que não haja desperdício dos alimentos.

Foi pensando em trazer praticidade e qualidade para sua culinária diária que a professora de nutrição do UniMetrocamp | Wyden, Gisele Florêncio, separou seis dicas que vão facilitar o preparo, garantindo o máximo de aproveitamento dos alimentos.

Congelamento

Legumes:
Os legumes podem ser congelados através da técnica de branqueamento, que preserva as características sensoriais como cor e textura, além dos nutrientes. Nesse procedimento, coloque os legumes em água fervente em uma panela destampada por cerca de 2-4 min, tire e em seguida coloque em uma vasilha com água e gelo, para que haja o resfriamento. Separe em porções e congele. Depois de congelados, eles devem ser consumidos em até 3 meses.

Feijão:
Para facilitar as refeições, você pode cozinhar o feijão para a semana toda ou quinzena e depois congelar, sem tempero. Ele deve ser separado em porções diárias de acordo com a quantidade de pessoas que irão consumir. O ideal é descongelar e consumir no mesmo dia.

Carnes:
É preciso ficar atento com as carnes! Elas só podem ser congeladas uma vez, por isso o ideal é separar em porções únicas para que não haja desperdício. Ao descongelar, ela precisa ser preparada e consumida de imediato.

Recipientes de congelamento:

O ideal é fazer o congelamento de alimentos em refratários de vidro com tampa, de preferência com fechamento hermético. Vasilhas e sacos plásticos zip também podem ser utilizados, desde que sejam próprios para congelamento e livres de BPA, o bisfenol A, uma substância tóxica que está presente nos plásticos e pode ser liberada nos alimentos.

Nunca descongele os alimentos em temperatura ambiente, o correto é transferir do freezer para a geladeira, ele precisa ser mantido em refrigeramento para que não estrague. 

Reaproveitamento dos alimentos

Talos, cascas e folhas:
Eles podem servir de ingredientes para recheios de tortas, bolos, sucos naturais e outras bebidas como chás e águas aromatizadas. Uma dica é usar as cascas de legumes para fazer um caldo de legumes caseiro, evitando o uso de temperos prontos que são ricos em aditivos e sódio. Faça o caldo de legumes e congele em formas de gelo, assim você usa nas preparações habituais somente o necessário. 

Frutas:
As frutas também podem ser cortadas e congeladas em formas de gelo para o preparo de sucos. No caso da banana, quando já está muito madura e próxima de estragar, o congelamento também é uma opção para preservar a fruta que pode ser usada depois no preparo de vitaminas, bolos, tortas e sorvetes.

Comente sobre esta matéria ;)