Passeios ao ar livre estão no DNA alentejano

#AgitoSP Viagens: Internacional Viagem & Turismo

Região portuguesa garante cenários deslumbrantes para apreciar sobre os próprios pés

Entre os itens essenciais para uma viagem ao Alentejo estão as roupas e sapatos confortáveis. Isso não é apenas porque a região portuguesa tem belos cenários naturais de campos, vinícolas e lagos, com trilhas para conhecer a pé ou de bicicleta.

O motivo é que os passeios ao ar livre são parte importante dos roteiros pelo Alentejo, seja em cenários naturais ou nas cidades e vilarejos. Os destinos alentejanos são pequenas cidades cheias de história e vilas menores ainda que esbanjam charme, separados por territórios campestres belíssimos.

Por isso, independente das atrações e atividades escolhidas pelos viajantes – visitas a museus, prova de vinhos de alguma das excelentes herdades, voos de balão sobre as lindas planícies alentejanas – é incontornável explorar os destinos da região em agradáveis passeios em seu próprio ritmo.

Por onde passear
É o caso, por exemplo, de encantadores vilarejos como Marvão, Castelo de Vide, Monsaraz e Alter do Chão. É possível percorrer todas as suas ruas de pedra caminhando, o que permite ver de perto os detalhes das construções locais, descobrir os castelos medievais e apreciar as vistas deslumbrantes dos pontos mais altos desses destinos.

Cidades um pouco maiores, como Évora, Vila Viçosa, Elvas, Beja, Portalegre e Sines, por outro lado, têm mais ruas, mais caminhos e mais possibilidades. No entanto, há muitas maravilhas reunidas em espaços pequenos: os Centros Históricos de cada um deles, com suas construções de beleza única e muito bem preservadas, como é o caso da Torre das Três Coroas, em Estremoz, que tem 27 metros de altura e é feita de mármore branco; do Templo Romano, situado em Évora, imponente edificação milenar que enfeita o coração da cidade; e do Paço Ducal de Vila Viçosa, com sua fachada inteiramente revestida de mármore.

Sendo assim, qualquer viagem pelo Alentejo é uma oportunidade para curtir ar puro em um ritmo tranquilo, apreciando belezas inesquecíveis. Depois de muito tempo sem a oportunidade de sair e passear como gostariam, caminhar pelas vilas e cidades do Alentejo pode ser a melhor pedida!

Mais perto da natureza
Para aqueles que querem aproveitar o ar puro do Alentejo mais perto da natureza, a região tem variadas trilhas para explorar, seja caminhando ou de bicicleta. São opções para todos os níveis de preparo físico, curtas ou longas, em meio aos campos e lagos do interior ou no sensacional litoral da região, intocado e com algumas das praias mais bonitas da Europa.

Entre os conjuntos de trilhas, há a excelente Rota Vicentina, que explora o Sudoeste Alentejano e permite uma série de possibilidades, como vivenciar a natureza e também a autêntica cultura local; os Caminhos de Santiago no Alentejo, com 1,4 mil quilômetros de trilhas sinalizadas que proporcionam os mais belos panoramas, tradições e patrimônios da região; as 11 trilhas do Transalentejo, que variam de 8 a 22 quilômetros nos arredores do Lago Alqueva.

Comente sobre esta matéria ;)