Reino Unido reduz restrições de viagens para passageiros vindos do Brasil

#AgitoSP Viagens: Internacional Viagem & Turismo

Medida remove quarentena obrigatória em hotéis para passageiros com vacinação completa para COVID-19. Mudanças entram em vigor a partir de segunda-feira, 11 de outubro

A partir de segunda-feira, 11 de outubro, viajantes oriundos do Brasil vão ter uma entrada mais simplificada no Reino Unido. O Governo Britânico removeu o Brasil da chamada Lista Vermelha, ou seja, o conjunto de países com restrições de entrada mais severas.

Passageiros saindo do Brasil com destino à Inglaterra não vão precisar fazer quarentena em hotéis selecionados pelo governo. Confira os novos procedimentos:

  • Antes de viajar, as pessoas completamente vacinadas precisam completar um formulário de localização de passageiros, com informações sobre sua estadia no país, além de agendar e pagar por um teste contra Covid-19, que deve ser feito no segundo dia após o desembarque.
  • Pessoas que ainda não completaram sua vacinação precisam apresentar um teste negativo feito 3 dias antes da viagem, agendar e pagar por testes para o 2º e 8º dia após o desembarque, além de preencher o mesmo formulário de localização de passageiros. Após a chegada ao Reino Unido, esses passageiros precisam fazer quarentena de 10 dias em casa ou no seu local de estadia. Estes passageiros também podem ser liberados mais cedo da quarentena mediante teste negativo no quinto dia após a chegada.

Serão considerados vacinados os passageiros completamente imunizados com as vacinas Oxford/AstraZeneca, Pfizer BioNTech, Moderna, Janssen. A última dose ou dose única precisa ter sido aplicada há mais de 14 dias. Os cartões de vacinação precisam conter nome e sobrenome do passageiro, data de nascimento, tipo de vacina, data de imunização e país de origem. A lista reflete as vacinas aplicadas no Reino Unido. A avaliação de vacinas é feita em fases e está em constante revisão. Para delegados e participantes da COP-26, todas as vacinas serão aceitas.

O avanço nos processos internacionais de vacinação levou o Governo Britânico a reduzir consideravelmente o tamanho da lista vermelha, com aconselhamento da Agência Britânica de Segurança e Saúde (UKHSA, na sigla em Inglês).

Mais informações no site do Governo Britânico, em Inglês:

Comente sobre esta matéria ;)