Paradas de ônibus de Noronha tem lixeiras seletivas

#AgitoSP Viagens: Nordeste

Com a finalidade de estimular as pessoas a participarem da coleta seletiva, a administração de Fernando de Noronha, por meio da Superintendência de Meio Ambiente, equipou 18 paradas de ônibus com contentores seletivos. As lixeiras são específicas para resíduos recicláveis (vidro, papel, metal e plástico) e não recicláveis (rejeitos e orgânicos, como resto de alimentos). Algumas das paradas também receberam bituqueiras, para descarte de bitucas de cigarros. Além disso, serão instaladas 15 papeleiras para resíduos não recicláveis ao longo da BR -363. 

A ação é uma continuidade do Programa de coleta seletiva, Jogue Limpo com Noronha. 

O Programa realiza ações de educação ambiental desde 2017. O trabalho inclui palestras, oficinas, instalação de Pontos de Entrega Voluntária para recicláveis (PEVs) e lixeiras seletivas em vários locais da Ilha. Além disso, o programa oferece oficina de compostagem direcionada a pousadas, bares e restaurantes. Os participantes ganham uma composteira doméstica fazer o tratamento (compostagem) dos seus resíduos orgânicos no próprio estabelecimento. 

“O simples ato de separar o resíduo em reciclável e não reciclável (orgânicos e rejeitos), em casa e na rua, tem um grande impacto positivo local  na limpeza urbana, na operação da Usina de Tratamento de Resíduos Sólidos (UTRS) e no combate à proliferação de vetores de doenças. Globalmente, esta atitude ajuda a combater o lixo no mar e permite a reciclagem, contribuindo ainda para a economia de recursos naturais. Se cada um fizer a sua parte, Noronha estará cada vez mais alinhada com o conceito de sustentabilidade”, lembrou a superintendente de Meio ambiente, Daniele Mallman. 

A separação e destinação correta dos resíduos gerados beneficia moradores e visitantes, tornando o arquipélago um destino turístico mais sustentável e convidativo, tanto para a atual quanto para as futuras gerações. Para saber mais detalhes, consulte o Manual de Coleta Seletiva no site www.pe.gov.br ou entre em contato com a Superintendência de Meio Ambiente ([email protected]).

Comente sobre esta matéria ;)