Fundação Dorina Nowill para Cegos celebra 75 anos

Cidade

Referência nacional na Inclusão das pessoas com deficiência visual, e sinônimo de voluntariado, a Fundação Dorina Nowill para Cegos completa 75 anos, hoje, 11 de março de 2021. A data marca a trajetória e resiliência da instituição que, desde o início, vem atuando com o propósito de atender gratuitamente esse público, auxiliando na busca e conquista de uma vida autônoma e independente.

Ao longo dos anos, a Fundação vem expandindo cada vez mais o número de pessoas atendidas e os serviços como distribuição de livros em braile e audiolivros, plataformas digitais de ensino, habilitação e reabilitação, oftalmologia, psicologia e fisioterapia, são voltados para pessoas com deficiência visual. Além disso, a instituição também possui a maior imprensa braile da América Latina.

Todas essas ações, junto com outras importantes iniciativas, consolidam a relevância da Fundação Dorina Nowill para Cegos, que mantém o legado de sua criadora, Dorina Gouvêa Nowill. Cega repentinamente aos 17 anos devido a uma doença não diagnosticada, a dama da inclusão dedicou sua vida para quebrar preconceitos e proporcionar igualdade para pessoas com deficiência visual.

“É importante seguir adiante com o nosso trabalho e comemorar esses 75 anos de apoio às pessoas cegas e com baixa visão, lembrando que a causa da acessibilidade e da inclusão ainda se faz necessária e relevante,” diz Alexandre Munck, superintendente executivo da Fundação Dorina Nowill para Cegos.

Vale lembrar que, de acordo com dados oficiais, a população brasileira com deficiência visual ultrapassa a marca de 6,5 milhões de pessoas. E é por elas que a Fundação Dorina Nowill vem atuando ao longo de seus 75 anos.

Comente sobre esta matéria ;)