Dicas de segurança para o uso do gás de cozinha

Cidade

Dicas de segurança para o uso do gás de cozinha são fundamentais nesse momento em que as famílias estão mais tempo em suas casas 

         A pandemia do novo coronavírus e a adoção do home office estão fazendo com que as famílias fiquem mais tempo em suas casas, interagindo, trabalhando e, consequentemente, cozinhando mais. Para se ter uma ideia, o interesse pelo termo “receita” atingiu o maior nível de busca em abril deste ano no Google. Levantamento feito pela empresa inglesa de mercado GlobalWebIndex em 17 países, mostrou que um terço dos brasileiros passou a cozinhar, desde o início da quarentena.

         Pensando nisso, a Liquigás Distribuidora elaborou dicas de segurança para o uso do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), mais conhecido como gás de cozinha, em residências. Os cuidados vão desde a compra, passando pelo armazenamento adequado, instalação e uso correto. Confira:

Dica nº1 – Compre somente em revendas autorizadas

         Visando assegurar a procedência e a segurança do produto, a Liquigás recomenda que os botijões sejam adquiridos apenas em revendas autorizadas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Esses estabelecimentos cumprem com os requisitos legais necessários para o exercício da atividade, que envolve a aquisição, o armazenamento, o transporte e a venda de recipientes transportáveis de GLP com capacidade de até 90Kg, e estão aptos a prestar a assistência técnica ao consumidor desses produtos.

Dica nº2 – Atenção ao lacre, etiqueta e à marca

         Outro ponto de atenção que o consumidor deve ter no momento da compra, é verificar se o lacre não foi violado, se existe a etiqueta (rótulo) e se a marca está visível no botijão (estampada em alto relevo no corpo do recipiente). A marca deve ser a mesma no recipiente, no lacre e na etiqueta de segurança do botijão. Caso o recipiente não tenha lacre e data de fabricação e apresente marcas diferentes nos itens, deve ser recusado pelo consumidor.

Dica nº3– Como armazenar o botijão de gás em casa

            O GLP é um produto que precisa de cuidados especiais no seu armazenamento. Pode parecer organizado guardar o botijão em armários ou estruturas fechadas, mas não é nada seguro. O gás de cozinha precisa ficar em local arejado e, de preferência, do lado de fora da casa (ambiente externo). Para protegê-lo das intempéries, é recomendado que seja construído um abrigo próprio para botijões, com a porta bem arejada, com espaço para o registro e para a mangueira (de modo que não fique dobrada ou obstruída). Esse local precisa estar sempre limpo e longe de locais onde o GLP pode se acumular em caso de vazamento, como ralos, grelhas etc.

Dica nº4 – Cuidado redobrado na instalação

         Antes de trocar o botijão vazio pelo cheio, certifique-se de que todos os botões dos queimadores do fogão estejam desligados. Examine sempre as condições da mangueira e do regulador de pressão de gás, verificando o prazo de validade (que é de cinco anos) e as condições de conservação. Em caso de dúvidas, os entregadores da Liquigás são treinados e estão capacitados para realizar a instalação dos botijões de forma segura na residência do consumidor. NUNCA utilize o botijão sem o regulador de pressão e a mangueira correta para GLP.

Dica nº5 – Fique longe das “gambiarras”

         Para ter a garantia de procedência e segurança, a mangueira de gás e o regulador de pressão, que são utilizados na instalação do botijão, precisam ser originais e certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO). Jamais tente aumentar o tamanho da mangueira, juntando com partes de outras mangueiras ou fazendo emendas. Por Norma, ela deve ter entre 0,80 m e 1,25 m de comprimento. O ideal é que a mangueira não fique esticada, que se mantenha a uma distância razoável da fonte de calor e nunca passe por trás do forno.

Dica nº6 – Fique atento aos vazamentos

         Vazamento de GLP é sinal de perigo. Você pode identificá-lo pelo odor característico do produto que é adicionado ao GLP. Por isso, a atenção com a fixação da mangueira no regulador e no fogão por meio das abraçadeiras, é fundamental, assim como o teste de vazamento após a troca do botijão. Para se certificar de que não há vazamentos, recomenda-se a utilização de espuma de sabão nas duas extremidades da mangueira e na conexão do regulador de pressão com o botijão. Se a espuma formar bolhas, o gás está vazando. Caso isso ocorra nas pontas da mangueira, será necessário reapertar a abraçadeira, e se for na conexão do regulador de pressão com o botijão, será necessária a reinstalação. Se o vazamento continuar, leve o botijão para um lugar ventilado, deixando o regulador de pressão de gás desconectado e ligue para a assistência técnica da revenda ou para o número da assistência técnica que consta na etiqueta. 

Dica nº7 – Lembre-se sempre que gás e produtos inflamáveis não combinam

         Parece óbvio, mas não é. É sempre bom enfatizar que o gás nunca deve ser posicionado perto de armários ou prateleiras que guardem produtos inflamáveis (querosene, álcool, removedor, inseticidas, alvejantes, entre outros), pois caso haja algum vazamento e ocorra um incêndio,  este pode ser potencializado.

Dica nº8 – Nunca coloque o botijão na horizontal

         A ideia de deitar o botijão para aproveitar o finalzinho do gás é um grave erro. Além de não cumprir a finalidade de aumentar a rentabilidade, quando o botijão é deitado, o GLP, por ser líquido, pode vazar pela mangueira e danificar o regulador de pressão. Além disso, pode danificar o equipamento de queima e aumentar bastante a chama, podendo causar uma ocorrência mais grave. Isso acontece porque os equipamentos de queima são preparados para receber o vapor de GLP controlado pelo regulador de pressão.

Comente sobre esta matéria ;)