Temporada Alfa Criança apresenta Zazou, um amor de bruxa

Kids Teatro

Temporada Alfa Criança apresenta a estreia de Zazou, um amor de bruxa a partir de 24 de abril

Nascida no Cairo, a autora Nadine Trzmielina apresentou sua bruxinha primeiro em livro e depois no YouTube. Agora ela chega ao teatro.

A bruxinha Carmesinda Aretuza, ou Zazou, fazia suas “maldadezinhas” exalando os fedores de suas poções por toda a cidade. Vivia feliz com seu fiel escudeiro, o urubu Boris, até que um dia o inesperado aconteceu quando ela se apaixonou por Mirabô, o vendedor de perfumes. Num passe de mágica, Zazou se tornou conselheira amorosa da cidade e suas poções foram transformadas em doces perfumes. Novamente tudo mudou e o amor azedou como leite que fica fora da geladeira. Zazou precisou tomar uma decisão difícil, com consequências inesperadas para ela, Mirabô e o rabugento urubu Boris. 

Esta é a doce e engraçada história de Zazou, um Amor de Bruxa, que estreia na TEMPORADA ALFA CRIANÇA no dia 24 de abril, sábado, ficando em temporada aos sábados e domingos às 16 horas horas até dia 30 de maio . O espetáculo tem texto, direção de arte e figurinos de Nadine Trzmielina, direção de Aílton Guedes, cenário de Heron Medeiros, iluminação de César Pivetti e músicas e direção musical de Raphael Gama e preparação corporal e coreografias de Fabíola Alves. No elenco estão < b>Carol Hubner, Ailton GuedesAdba CubaLala Machado e Rodrigo Risone. Produção do Coletivo Fileira 3. Apresentada primeiramente no livro “Carmesinda Aretuza – Zazou”, a personagem estava prestes a ganhar os palcos na peça infantil “Zazou – um Amor de Bruxa” quando a pandemia aconteceu, e com a necessidade de isolamento social a montagem teve que esperar. Enquanto aguardavam o tempo certo para subir ao palco, a voz dela da personagem se materializou na TV Zazou, pelo canal de Youtube do grupo.

Pulga atrás da orelha

“Esta bruxinha é para mim como a ‘pulga atrás da orelha’ de todo mundo. Zazou se liga com minha história de vida. Uma imigrante que deixou de ser criança aos 9 anos.” Nadine veio do Cairo, deixando para trás sua infância, depois de expulsa com a família em 1957. “Desde então, muitas perguntas sobre tudo – principalmente sobre os adultos – me fizeram querer entender as coisas. Daí, sem falar português, foi fácil criar o meu universo, com desenhos, criando personagens que fazem perguntas de todo tipo. Desde então, o fazer através das artes foi a linguagem e o caminho.”

A história de Zazou foi primeiro para Literatura antes de ganhar o palco do teatro. “Busquei todas as expressões artísticas que se realizam ao mesmo tempo no Teatro. Por isso vi Zazou como personagem que canta, dança, ousa e faz mágicas – quase bruxarias – para consertar as coisas que devem ser como ela acha que devem ser. Escrevi o texto para o palco, e aguardei o momento certo para mostrá-la. Passeou comigo, junto com o universo da literatura e das artes, no contato com crianças e professores em escolas e na minha escola de Artes ‘Sei lá’. Nadine, que participou de várias coleções de artes para crianças da Ed. Callis , como o livro “Portinari para crianças, com adaptações e traduções premiadas, publi cou três títulos e lançou Zazou primeiro em Lisboa, pela editora Chiado, em seguida na Livraria da Vila, em São Paulo. ”Superfeliz, com o sempre maravilhoso Ailton Guedes contando a história. O livro foi super, mas eu sempre esperei uma coisa maior para Zazou.”

Sobre a montagem

O diretor Aílton Guedes privilegiou o bom-humor e o olhar infantil para as coisas da vida adulta, presentes no livro de Nadine Trzmielina. “Para trazer ao palco essa história de amor de uma bruxa por um perfumista francês, optamos por brincar com o arquétipo da bruxa em conjunção com signos do amor romântico, misturando e desconstruindo os estereótipos na medida em que um entrelaça-se com o outro.”  Ailton se apropriou da relação simbólica entre os cheiros e os sentimentos para criar mais um ponto de apoio lúdico de entendimento do desenrolar da trama e das mudanças que se operam no interior do casal. “Como o enredo nos apresenta uma história bastante moderna de uma situação atemporal, no sentido dos acontecimentos c otidianos que envolvem os casais, apostamos bastante nas referências de moda e do universo infantil de hoje e de ontem, criando uma sensação de atualidade sobre algo que não é de hoje. Esteticamente nos apropriamos das cores, formas e situações nonsenses, traços marcantes nas ilustrações de Nadine, mantendo uma proposta estética que brinca com tudo isso e, também, com o bidimensional, inerente à linguagem das ilustrações.”

O livro foi o ponto de partida para a ambientação. Foram compostas músicas que vestem a história. O cenário, de Heron Medeiros, foi adaptado das ilustrações feitas pela própria Nadine para o livro. Para ajudar a dar o tom e o ritmo do espetáculo foram criadas músicas, pelo Raphael Gama, e coreografias, pela Fabíola Alves, simples e com referências variadas, dependendo do movimento interior das personagens. “Partimos do erudito e do Charleston e passeamos pelo rock, pela valsa e pelo rap, tudo para que o espetáculo seja uma grande e animada brincadeira com o público, que é conduzido auditivamente por esse passeio mágico pelo universo de Zazou”, explica Ailton Guedes.

Sobre a proposta para a criação de luz, de César Pivetti, e a da cenografia, de Heron Medeiros, o diretor diz que ambos foram convidados a brincar com o estabelecimento dos climas que vão do bruxuleante até o de festa colorida de casamento. Para os figurinos de Nadine Trzmielina, que assina também a direção de arte, foi pedido que ajudasse a concretizar com a moda as mudanças de postura de Zazou, além de vestir de forma livre e criativa todas as personagens, brincando com as referências e o inesperado. Para o encenador, a ideia é mostrar ao público uma comédia infantil musicada, com muita confusão e um final feliz, como uma forma de contribuir com a recuperação necessária, nos dias de hoje, da alegria e da esperança de que u m mundo mágico, mais doce e perfumado nos aguarda, sim, e o caminho é o amor.

Crianças a partir de 6 anos

Dirigido ao público infantil a partir de 6 anos, o espetáculo trabalha a saga do herói e  tem o cuidado de respeitar os arquétipos dos personagens dos contos de fadas. O espetáculo aborda os seguintes temas: auto estima, semelhanças e diferenças, tolerância e convivência, os sentidos, ligando-os às emoções, higiene, comportamento e meio ambiente. “É um espetáculo que brinca com nossas percepções sensoriais olfativas e as usa como um recurso de compreensão da trama. Conforme Zazou se torna uma bruxa de alma doce, por conta do amor por Mirabô, suas poções se tornam perfumes e ficam mais suaves e agradáveis, chegando a se tornar enjoativo para o gosto de Boris, que adora fedores. E quando Mirabô fic a preguiçoso, começa a ficar fedido. Até que ao final eles finalmente conseguem ser felizes, nem tão perfumados e nem tão fedidos”, conta a atriz Carol Hubner, que interpreta Zazou. 

Ficha técnica

Zazou, um Amor de Bruxa – Espetáculo da Temporada Alfa Criança.  De 24 de abril a 30 de maio, sábados e domingos às 16 horas.

Texto: Nadine Trzmielina. Direção: Ailton Guedes. Direção de arte e figurinos: Nadine Trzmielina. Cenografia: Heron Medeiros. Iluminação: César Pivetti. Maquiagem e visagismo: Lala Machado. Músicas e direção musical: Raphael Gama. Preparação corporal e coreografias: Fabíola Alves. Fotos: Sabrina Almeida. Elenco: Carol Hubner, Ailton Guedes, Adba Cuba, Lala Machado e Rodrigo Risone. Stand-in/swinger: Lucas Sancho. Produção: Coletivo Fileira 3. Duração: 75 minutos. Assessoria de Imprensa: Arteplural /M.Fernanda Teixeira e Macida Joachim.

Teatro Alfa – Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722, tel. (11) 5693-4000. Site: www.teatroalfa.com.br Ingresso rápido ou pelos telefones: 11 5693-4000 | 0300 789-3377. Acessibilidade – motora e visual. Estacionamento: Sala A – Vallet R$ 45,00 e Self Park R$ 31,00. Sala B – Vallet R$ 30,00 e Self Park R$ 20,00.

Ponto de venda sem taxa de conveniência

Bilheteria Teatro Alfa – Por recomendação dos orgãos de vigilância sanitária não haverá atendimento presencial. Por telefone –  (11) 5693-4000 de segunda a sexta-feira das 11h às 16h pagamento com cartão de crédito.

Estacionamento

Valet com Manobrista R$35,00. Self – Park R$25,00. Sugerimos o Self-park como uma opção mais rápida para a retirada do seu veículo

Comente sobre esta matéria ;)