Studio Let’s Pilates promove aulas online de pilates e Ballet Fly durante a quarentena

Coronavírus

Nesse período de isolamento social, a palavra de ordem é não ficar parado. Esse tem sido o apelo de diversos estúdios e academias de dança pelo Brasil que, para incentivar a rotina  saudável na quarentena, adotaram o ensino a distância para ajudar alunos e não-alunos. 

No lugar da barra de ballet, o praticante utiliza uma cadeira. No lugar dos pesinhos, uma garrafa com água é uma grande aliada. É assim que o Studio Let’s Pilates, de São Paulo, tem mostrado aos alunos como é possível e importante manter a rotina de treinos mesmo sem sair de casa. 

Assim como muitas academias, o studio também foi surpreendido com a chegada do Coronavírus, mas isso não impediu que Letícia Marchetto e equipe continuassem as atividades. “Nunca imaginei ministrar aulas online até que, no último dia de aula presencial, uma aluna compartilhou que adoraria ter aulas online comigo. No mesmo dia reuni minha equipe e decidimos juntos que era a hora de dar o start”. 

Por meio da plataforma de streaming Zoom, a educadora física e os demais professores do studio têm dado aulas online para dezenas de pessoas, principalmente para idosas, que, por pertencerem ao grupo de risco, não podem sair de casa no momento. Além de pilates, a grade inclui também aulas de Ballet Fly, modalidade criada por Letícia que é sucesso na capital.

Presencial x Virtual 

Segundo a empresária, a qualidade das aulas virtuais não perde para as presenciais, já que os alunos são acompanhados ao vivo pelos professores, que ficam atentos aos movimentos da turma e os corrigem sempre que necessário. A ausência de equipamentos de ginástica também não é um problema para os praticantes. 

“Assim como nós, os alunos também foram pegos de surpresa e a maior parte deles não tinha equipamentos. Por isso, usamos a criatividade e criamos aulas que utilizam itens de casa. Assim, o cabo de vassoura vira um bastão, as garrafinhas com água, pesinhos, a toalha substitui o tecido, e assim por diante”, explica Letícia.

De acordo com a empresária, o feedback positivo tem servido de apoio para amadurecer o projeto no studio. A intenção é continuar com as aulas online mesmo após a quarentena e, aos poucos, melhorar a qualidade do serviço. “Já incluímos aulas só para crianças com jogos e interações, assim como aulas para pais e filhos, criando um momento descontraído de atividade em família”.

Para a profissional, o mais importante é que a prática de atividade física seja intensificada no período de isolamento, pois as pessoas estão confinadas e se movendo menos. “É preciso compensar para que o corpo não comece a sofrer as consequências. A atividade faz bem para o corpo e mente, além de ajudar a controlar a ansiedade, uma vez que não sabemos quando o país sairá dessa situação” complementa a educadora física.

Comente sobre esta matéria ;)