Restaurante GURI enfrenta desafios da pandemia e dobra ticket médio

#AgitoSP Viagens: Região Sul

Empreendimento localizado no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, apostou no Menu Confiança, na experiência da cozinha de fogos e no elemento surpresa como astros da gastronomia de origem do chef Enio Valli

A cena é a seguinte: o cliente entra no restaurante, senta à mesa e não tem ideia do que será servido. Com algum grau de exagero e licença poética, é mais ou menos dessa forma que o GURI Cozinha de Origem tem enfrentado os tempos incertos de pandemia, dobrando o valor do ticket médio – era de R$ 150 e passou para mais de R$ 300 a partir de fevereiro deste ano – crescido no número de reservas e se consolidado como um dos destinos preferidos dos gastronômicos que vem à Serra Gaúcha.      

Desde outubro de 2018 de portas abertas no 15 da Graciema, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, o empreendimento comandado pelo chef Enio Valli aposta no Menu Confiança e na sazonalidade dos pratos e ingredientes como forma de surpreender os clientes, priorizar o sabor e, ainda, evitar o desperdício de alimentos. 

“Trabalhar com um menu que muda quase que diariamente, não nos torna refém dos ingredientes que, às vezes, não estão em melhores condições. O Menu Confiança nos permite escolher diariamente o que está com melhor qualidade e mais fresco”, explica o chef.      

Valli acrescenta que o fato de não usar produtos congelados ou processados acaba resultando numa valorização da experiência para o público.

“O que mais me encanta é que nossos clientes dão muito valor e que, assim, podemos cozinhar tudo no dia e servir alimentos e preparações extremamente frescas. É uma combinação simples: produtos da estação e comida feita no dia”, resume.

Mesmo com o elemento surpresa como a maior estrela, o chef revela que o fato de o restaurante valorizar a cozinha de fogos e de resgatar pratos e ingredientes da gastronomia gaucha (do Rio Grande do Sul e dos vizinhos de porteira Uruguai e Argentina) faz com que as carnes estejam sempre presentes no menu. Valli também atribui ao serviço do vinho, que é exclusivamente com rótulos gaúchos, o aumento no ticket médio e na maior permanência das pessoas no restaurante.

“Nunca faltam carnes, sejam bovinas ou ovinas, e também vegetais. E no verão, optamos por ter sempre um ou mais pescados no cardápio. E o fogo, é claro, que está presente em todos os preparos”, garante.

O chef exemplifica a sazonalidade do menu com um ingrediente que chamou a atenção das pessoas que vivenciaram a experiência neste verão, podendo degustar os camarões pescados na Lagoa dos Patos. 

“Estamos sempre pensando e estudando receitas com o que sabemos que as próximas estações nos entregarão com qualidade. Assim foi com o camarão que está no nosso cardápio. Esperamos ansiosamente pela liberação da pesca do camarão na Lagoa dos Patos para poder usar esse presente sazonal da nossa natureza. Um camarão repleto em complexidade de sabor e respeito ao meio ambiente. Diferente do camarão de cativeiro, o pescado na lagoa tem outro sabor e textura. Considero o melhor camarão do Brasil e está no nosso quintal”, atesta.

Pandemia antecipou tendência         
Enio Valli conta que, mesmo antes da pandemia da Covid-19, que acabou reduzindo de forma significativa o faturamento do setor de bares e restaurantes – a categoria chegou a cair 70% no auge da pandemia, em julho de 2020 –, a filosofia do GURI já era de priorizar a experiência e não o volume de clientes. Valli também destaca o fato de atender somente com reserva e a valorização de parceiros locais ou regionais, o que já era praticado pelo restaurante.

“Atuar no ramo da gastronomia é estar exposto aos riscos diários de todos os tipos, sejam econômicos, políticos e sociais, e a pandemia é mais um destes desafios. Nos adaptamos muito rapidamente desde o início e, por isso, sofremos menos os impactos. Seguimos trabalhando focados em qualidade e atendimento personalizado. Não depender do volume de clientes é e sempre foi a nossa estratégia. Este é o caminho da gastronomia mesmo antes da pandemia e essa crise só veio para reforçar isso”, acredita.

Devido à redução no número de mesas (são apenas seis) e para evitar filas e aglomeração de pessoas, a equipe do GURI recomenda que as reservas sejam feitas com antecedência pelo site www.gurirestaurante.com.br, no link https://guri.meitre.com/

Quem possui restrições alimentares pode informar no momento da reserva que o menu é adaptado, de acordo com a necessidade do cliente.         

Mais informaçõespelo(54) 9.9260.3142 (WhatsApp) e (54) 3459.1084 ou através das redes sociais (Instagram eFacebook@gurirestaurante).

Comente sobre esta matéria ;)