1

Prefeitura de São Paulo já serviu mais de 5 milhões de refeições em 2024

Programas da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania ajudam a tirar o Brasil do mapa da fome

Nesta sexta-feira, 10 de maio, Dia da Cozinheira, a Prefeitura de São Paulo, por meio dos programas Rede Cozinha Escola, Rede Cozinha Cidadã e Bom Prato Paulistano atinge a expressiva marca de 5.003.223 de refeições servidas à população em situação de vulnerabilidade social apenas neste ano. Financiados pelo Fundo de Abastecimento Alimentar de São Paulo (FAASP), os programas são geridos pela Secretaria Executiva de Segurança Alimentar e Nutricional e de Abastecimento, vinculada à Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDCH).

Diariamente, no site da SMDHC é publicado o Alimentômetro, com as informações de refeições distribuídas destes três programas.

“Oferecer dezenas de milhares de refeições diariamente, de forma gratuita ou ao custo de R$ 1,00, é uma das contribuições da Prefeitura de São Paulo para garantir o Direito Humano à alimentação. Ainda temos as cestas básicas distribuídas pelo Cidade Solidária, 150 mil por mês, e os Armazéns Solidários. Este governo agiu com rapidez durante a pandemia e desde então só fortaleceu suas ações”, disse Soninha Francine, Secretária Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Rede Cozinha Escola

O Programa Rede Cozinha Escola tem o objetivo de produzir refeições para distribuição à população vulnerável da cidade de São Paulo por meio de parceria entre a Prefeitura e Organizações da Sociedade Civil (OSCs).

São 65 cozinhas de associações comunitárias que produzem no mínimo 400 refeições diárias, de segunda a sábado. São 26 mil refeições servidas todos os dias. As OSCs também oferecem capacitação para as pessoas que trabalham nas cozinhas e geram empregos, são 576 postos com carteira assinada, além de oportunidade de aprendizado na prática para 192 beneficiários do Programa Operação Trabalho (POT), vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho.

Rede Cozinha Cidadã

A Rede Cozinha Cidadã foi criada durante a pandemia de covid-19 para combater a fome da população mais vulnerável. O programa funciona em parceria com restaurantes credenciados que preparam refeições distribuídas para organizações da sociedade civil que fazem a entrega para a população.

Atualmente, as 16.600 refeições diárias são entregues em 43 pontos da cidade, de segunda a domingo.

Bom Prato Paulistano

Em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, o Bom Prato Paulistano oferece café da manhã e almoço em duas unidades na zona Sul da capital. O café da manhã custa R$ 0,50 e almoço R$1,00. Crianças de até 6 anos a população em situação de rua não pagam.

A unidade de M’Boi Mirim serve 1.900 refeições por dia e a de Parelheiros 1.700, totalizando 3.600 refeições de segunda a sexta.

Comente sobre esta matéria ;)