Pfizer pode fornecer ao Brasil 100 milhões de doses da vacina

Coronavírus Saúde


Elizabeth Carvalhaes, presidente executiva da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa, concedeu entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes nesta quarta-feira

A Pfizer pode fornecer ao Brasil 100 milhões de doses da vacina contra a Covid se o acordo com o país for assinado. A entrega da maior parte ocorreria ainda neste semestre, diz a representante do laboratório americano. No entanto, em entrevista exclusiva a José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes, Elizabeth Carvalhaes deixou o alerta: quanto mais tempo passa, outros países são atendidos. “Essa negociação começou em agosto. Cada vez que o Brasil diz não, outros mercados ficam satisfeitos. Hoje, a perspectiva é de 100 milhões de doses para o Brasil. Os volumes que ouvimos falar são maiores no primeiro semestre”.

A efetivação do negócio depende da aceitação pelo Brasil das condições impostas pela Pfizer a todos os compradores. O ponto central é o governo assumir a responsabilidade por eventuais efeitos colaterais. Segundo Elizabeth Carvalhaes, a Pfizer espera que a solução venha pelo projeto de lei apresentado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. “A indústria precisa da colaboração do Congresso Nacional para aprovar a lei que estipula a possibilidade desse tipo de contrato no Brasil, como houve em todos os países. Naturalmente, temos toda a confiança na sanção pelo presidente da República”. 

A vacina da Pfizer contra o coronavírus foi a primeira a ter recebido da Anvisa o registro definitivo para uso no Brasil.

A íntegra da entrevista está disponível no canal da Rádio Bandeirantes no YouTube.

Comente sobre esta matéria ;)