Inka House abre sua terceira unidade no Jardim Paulista

Cidade Gastronomia

REDE PERUANA EXPANDE MARCA EM DOIS ANOS E MEIO E INAUGURA TERCEIRA UNIDADE NO JARDINS 

… a marca inicia a primeira rede delivery de culinária peruana em São Paulo … 

Com receitas clássicas da culinária peruana, fidedignas, ou seja, com o mínimo de adaptação e o máximo de proximidade da culinária peruana possível, a rede 
Inka House anuncia a abertura de sua terceira unidade, que já está operando, no Jardim Paulista.

Essa é a segunda unidade aberta em 2019 e, até o final do ano entrará em operação mais um endereço, no bairro de Moema, contabilizando assim, 04 unidades. 

Não é à toa que o Peru foi eleito pelo oitavo ano consecutivo o melhor destino culinário do mundo em 2019, e a renomada Le Cordon Bleu escolheu o Peru para sediar a sua primeira filial no continente. É na capital peruana que estão os restaurantes dos chefs mais famosos do país, tais como Gastón Arcúrio, um dos respons&a mp;a mp;a mp;a mp;a mp;a mp;a mp;a mp;a mp;a mp;a acute;veis pelo boom da cozinha local pelo mundo. < /span>

Assim, o Inka Housefoi concebido para recriar o melhor da culinária peruana, com a sua identidade culinária própria no Brasil, mantendo o conceito de adaptações mínimas, tentando se manter o mais fiel possível as receitas originais, para tentar reproduzir a experiência culinária como se estivesse no Peru .

Para isso conta com o suporte do renomeado chefe peruano José Luis Alarcón Chávez, detentor do prêmio Miradas 2017, nomeado ao Talher de Ouro 2018 e chefe revelação  2019 Guia Latino. Como a marca expandiu, conta também com a consultoria do chefe Christian Báscones , nomeado embaixador da culinária peruana no P eru 201 9 pelo prompPeru, que aportara seu toque pessoal no desenvolvimento do novo cardápio al& eacute;m da sua ampla experiência no gestão de restaurantes no Brasil.

Além da abertura da terceira unidade, a novidade é que a rede peruana desenvolveu um projeto de delivery para a cidade, sendo a primeira rede delivery de culinária peruana, pelo mesmo custo benefício que o cliente tem no restaurante. Os valores permanecem os mesmos aos ofertados no restaurante, e sendo a logística dos pedidos e a entrega realizada   exclusivamente neste momento pelo Ifood. Para isso, foram desenvolvidas embalagens adaptá veis, qu e preservam a temperatura e o frescor real dos pratos, com versões 500 ml, 700 ml e 1 litro. 

O projeto culinário INKAHOUSE é o primeiro restaurante peruano que está desenvolvendo o conceito de omnichanel no ramo gastronômico peruano, conseguindo após múltiplas experiências e trabalho de desenvolvimento, apresentar a mesma qualidade e experiência gastronômica, nos restaurantes, no delivery e posteriormente em s hopping, próxima meta (diferentes canais de venda) aos mesmos custos . Em fase de consolida&cced il;&atil de;o no mercado paulistano, dará continuidade a sua formatação por uma reconhecida empresa de franchasing, para iniciar sua expansão nacional com capital próprio e o modelo de franquia, com restaurantes de rua, delivery e shopping.

Atualmente a rede Inka House, que despendeu um investimento de quase dois milhões de reais,é a marca peruana detentora do maior número de lojas, abertas num curto espaço de tempo. A intensão é c hegar a 100 unidades após o processo de formatação, em 05 anos, segundo o planejamento estratégico em execução.< /span>

O slogan da rede é fazer com que, as pessoas tenham a experiência gastronômica de degustar como se estivessem no Peru, um fato destacável em manter a identidade culinária e que incentiva a rede a manter-se fiel às receitas originais com o mínimo de adaptações, e a presença significativa de clientes que já ti veram a experiência cultural gastronômica no Peru, e consigam recordar essa sensaç&a tilde;o, num verdadeiro show de aromas, texturas e sabores, além de toda a ambientação cultural que as unidades propiciam. E para quem ainda não conhece, experimentar e, consequentemente, se apaixonar pela culinária peruana autêntica.

Um dos quesitos para que isso aconteça com perfeição é a utilização das bases dos pratos: molhos e salsas, além dos insumos como o leite de tigre, ingrediente essencial para a elaboração do ceviche clássico. Outra matéria-prima insubstituível, são os peixes brancos da estação (t ilápia, pescada branca e salmão), que obedecem o mesmo corte, de espessura avantajada par a uma pa dronização e maciez ímpar. As pimentas ají amarillo e ají panca, também são figurinhas carimbadas na culinária peruana.

Toda a produção do Inka House conta neste momento com a supervisão do jovem chef peruano, José Luis Alarcón Chávez e do chefe Cristian Bascondes.

O cardápio é extenso e todo padronizado, seja nas três unidades agora ou no delivery. Obedecendo a predileção da clientela, a linha de ceviches se destaca pela variedade e qualidade de insumos, os quais são preparados, chegam à mesa numa montagem impecável, sempre frescos e vigorosos.

Destaque para o cevicheclássico, peixe cozido no limão temperado com pimentas aromáticas, coentro, cebola roxa e leite de tigre. Acompanha batata doce, milho e chips, 
R$ 38,00 e para o ceviche 3 ajies, com a mesma base, acrescido de três tipos de pimentas aromáticas, R$ 39,90 ou o ceviche Inkahouse, acrescido de leite de tigre e molho da casa (à base de pimenta peruana, rocoto). Ainda nesse quesito, se destacam mais seis verões: ceviche misto (camarão, lula, polvo e peixe cozido no limão), R$ 42,00, ceviche avocado, peixe cozido no limão temperado com molh o de abacate, coentro, cebola roxa e leite de tigre, R$ 38,00, ceviche ao olivo, acrescido por molho de azeitonas, R$ 41,00. O ceviche vegetariano, à base de champignon temperado no molho avocado, 
R$ 38,50 e o ceviche de salmão, à base de salmão cozido no limão também fazem a vez das opções, R$ 48,50, todos levam os mesmos acompanhamentos.

No quesito, “principal”, o lomo saltado é o carro-chefe, filé mignon salteado no wok temperado com molho shoyu, alho, cebola roxa e tomate, acompanha arroz e fritas, 
R$ 38,00. Na sequência, o arroz com frutos do mar, mais conhecido como paella peruana, se destaca, confeccionada à base de camarão, lula, polvo temperado com molho de pimentas, acrescida com arroz, coentro e pimentão, acompanha salsa criolla, R$ 40,00. 

Os chaufas, que remetem a harmoniosa fusão da cozinha peruana e chinesa , e nas suas variações, sendo o chaufa de carneo predileto da clientela, filé mignon flambado, arroz temperado com molho shoyu, óleo de gergelim, ovo, pimentão e cebolinha, R$ 34,50, destaque também para o chaufa de frango, à base d e frango flambeado, R$ 23,90 e o chaufa com frutos do mar, traz camarão, lula e polv o flamba dos, R$ 40,00. Destaque ainda para o chaufa vegetariano, à base de champignon flambado, R$ 32,00 e para o chaufa com camarão, R$ 38,50.

Se a intenção for abrir o apetite, destaque para a causa recheada, purê de batata temperada com pimenta amarela e um toque de limão, recheada com frango, abacate e maionese, R$ 15,00, 
leite de tigre, que além de ingrediente, sugere um afrodisíaco peruano, essência do ceviche da casa, servida no copo, leva peixe e camarão, acompanha chips e batata doce, R$ 21,00. 

Se o cliente desconhece a culinária peruana, o menu facilita. Todas as pedidas gastronômicas são separadas por diretrizes que se destacam nessa culinária: ceviches, chaufas, tallarines criollos, salteados (lomos) e platos criollos.

No último quesito, prevalece a herança afro-peruana, destaque para uma espécie de arroz e feijão peruano, tacu tacu con lomo, mistura de arroz e feijão temperado com pimentas aromáticas e seladas, servidas no wok. Montada com bife salteado, acompanha fritas, R$ 38,00, tacu tacu com frango, mesma base anterior, acresc ida de frango, 
R$ 30,00 e o polvo anticuchero (molho de pimentas peruanas aromáticas), polvo cozido flambado no molho anticuhero, acompanha legumes salteados, batatas andinas, creme avocado (espécie de um guacamole) e salsa criolla (salada com tomate, cebola rosa e leite de tigre) R$ 105,00, serve duas pessoas.

Para partilhar, ainda há a opção do trio marino, arroz com frutos do mar, ceviche avocado, jalea de peixe ou causa recheada (especificar jalea (iscas de peixe empanado) e causa (purê de batata, recheado com pimenta amarela) 
R$ 85,00 e o trio de ceviches, uma espécie de menu degustação, o cliente opta por três versões que mais gostar,
R$ 75,00, ambas, servem duas opções. 

Quanto as pedidas mais exóticas, destaque para o aji de galinha, creme elaborado com pimenta amarela, leite, nozes, pão de forma, acrescido com frango desfiado. Acompanha arroz, batatas, azeitonas e ovos, R$ 32,00.

Para arrematar, na hora da sobremesa, o menu também traz peculiaridades doces autorais. São elas o suspiro limeño, à base de creme, pisco e vinho tinto, doce de quinoa, fervida com morangos, finalizada com creme de leite, toque de pisco e calda também da fruta, ambas servidas geladas. Outra pedida doce é o ch ocoteja, chocolate meio amargo, recheado com doce de leite e noz peruana, o alfajor, ta mb&eacut e;m confeccionado na casa, à base de mix de farinhas, acrescido com doce de leite. Variam de R$ 6,00 a R$ 14,00.

Segundo Alarcón, um dos privilégios da culinária peruana, é que além de ser caracterizada como uma das melhores culinárias ancestrais, é muito nutritiva e benéfica a saúde, os pratos não levam mais do que dez minutos para serem preparados. Os insumos são cuidadosamente eleitos, a rede prioriza os pequenos produtores e estes selecionados. 

Quem está a frente da idealização da rede Inka House é Luís Natividad, empreendedor, natural de Arequipa-Peru. A ideia surgiu quando há quinze anos atrás chegou ao Brasil, e ele juntamente com os amigos, também conterrâneos, alunos de mestrado e doutorado da Universidade de São Paulo, tinham dific uldade em encontrar a culinária peruana fiel e honesta. Foi aí, que se mantinha o sonho v ivo de e m algum momento iniciar o projeto gastronômico cultural. 

“Desde a sua concepção, o Inka House sempre foi um projeto gastronômico cultural, muito bem pensado e idealizado (tornar o restaurante como um meio de difundir fisicamente a cultura peruana, além da conceituada culinária). Desde o início de sua criação, tratamos a marca como uma empresa promissora, em desenvolvimento para expansão, com ideais e metas a serem cumpridas, como a nossa concretização em inaugurar três lojas em 2019”, ressalta Luis Natividad.

Ambientação

Salvo a unidade do Butantã, que ainda esta em processo de adequação aos processos do Inka House, todas as lojas já estão padronizadas e tentam seguir a mesma concepção de fachada e interior. 

O desenvolvimento da identidade visual exclusiva do Inka house, é assinado pelo artista plástico peruano, Adrián Ilave, as lojas, tentam remeter em sua ambientação, momentos marcantes da história. As paredes fazem jus ao nome do restaurante inka house “ casa do inka” e, sedem lugar para os retratos dos imperadores incas e alguns símbolos da cultura, como o sol, peruano, que representa a moeda local. O mais curioso é uma grav ura em tamanho real de 20 megapixels, da pedra de 12 ângulos, lapidada pelos incas em Cusco e a enigmática Machu Picchu em escala maior. 

Serviço Inka House

Jardins

Local: Alameda Campinas, 1060
Horário de funcionamento: fecha segunda, de terça a sábado, 11h às 15h e 18h às 23h, domingo, 12h às 15h e 18h às 22h.
Cc: todos 
Cd: todos 
Tickets: todos
Tel:11 
Ar condicionado: sim
Capacidade: 65

Vila Mariana

Local: Rua Joaquim Távora, 1306 – Vila Mariana
Horário de funcionamento: fecha segunda, de terça a sábado, 11h às 15h e 18h às 23h, domingo, 12h às 15h e 18h às 22h.
Cc: todos 
Cd: todos
Tickets: todos
Tel:11 2157 9772
Ar condicionado: sim
Capacidade: 65

Butantã (processo de reestruturação)

Local:Rua Vital Brasil, 711 – Butantã
Horário de funcionamento: segunda: 12h às 16h, terça: 12h às 15h15 e 18h30 às 22h30, quarta a sexta-feira: 12h às 15h15 e 18h30 às 22h30, sábado: 12h às 22h30 e domingo: 12h às 17h30.
Cc: todos
Cd: todos
Tickets: todos
Tel:11 3578 1012
Ar condicionado: sim
Capacidade: 75

Comente sobre esta matéria ;)