Hospital São Camilo reforça a importância da reciclagem das bitucas de cigarro

Cidade

Rede de Hospitais coletou mais de 12 kg de bitucas em apenas três meses, deixando de contaminar aproximadamente 18 mil litros de água

As bitucas de cigarro, apesar de parecerem inofensivas, são o lixo mais comum do mundo e responsáveis por poluírem o meio ambiente, entupir as redes fluviais das cidades, gerar incêndios e o principal: poluir litros de água.

 

A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo tem como uma de suas metas de sustentabilidade ambiental, conscientizar, incentivar e organizar o descarte correto dos resíduos de cigarro em suas dependências e arredores. Só nos primeiros três meses do ano, por exemplo, os impactos ao meio ambiente foram minimizados de forma expressiva: nesse período foram coletados mais de 12 kg de bitucas que deixaram de contaminar aproximadamente 18 mil litros de água.

 

Só em São Paulo, segundo a organização social “Rede Papel Bituca”, são jogadas no chão, diariamente, 34 milhões de pontas de cigarro, o que corresponde a 1,7 milhões de maços, que poderiam encher um apartamento de 70 metros quadrados. Para Marisa Coutinho, gerente de hotelaria da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo e uma das responsáveis pelo projeto, esses são números alarmantes. “Os trabalhos de combate ao tabaco não devem se restringir apenas à conscientização da saúde, mas também da responsabilidade individual nesse processo de descarte, que pode ser nocivo para a saúde e para o ambiente coletivo.”

 

Como as bitucas de cigarro são classificadas como lixo tóxico Classe 1 (a mesma categoria dos resíduos hospitalares), pois carregam mais de 8 mil substâncias tóxicas somente no filtro, o projeto conta com parceria da Poiato Recicla, a primeira estação de coleta e reciclagem de resíduos de cigarro do Brasil.  Os resíduos recolhidos são submetidos a um processo de reciclagem no qual são transformados em massa celulósica utilizando tecnologia 100% nacional desenvolvida pela UnB – Universidade de Brasília.

 

Para Marisa, a colaboração da população, clientes e funcionários da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo é o grande segredo para os bons resultados do projeto. “O sucesso do programa se dá pela colaboração dos usuários, preservando a limpeza do ambiente e a saúde de todos”.

[themoneytizer id=”16685-16″]

 

Comente sobre esta matéria ;)