1

Hambúrguer e ketchup: ‘feat’ delicioso

Hambúrguer e ketchup: relembre a história desse ‘feat’ delicioso

O dia do hambúrguer e do ketchup estão chegando! Confira como foram inventadas essas iguarias maravilhosas
 

Quem surgiu primeiro: o hambúrguer ou o ketchup? Hoje, os dois são praticamente sinônimos – não é à toa que até suas comemorações são próximas. O dia do hambúrguer é celebrado no próximo dia 28 de maio e o ketchup no dia 5 de junho. Mas você sabe a história de cada um deles? Em homenagem aos amantes dessa junção deliciosa, preparamos uma cápsula do tempo para você saber um pouco mais sobre como essas maravilhas foram inventadas!Clique Para Download


O ketchup, ou melhor, ‘kê-tsiap’, nasceu na Ásia como um condimento feito de peixe e soja, popular por sua capacidade de ‘melhorar’ os pratos com um sabor marcante, mas o molho não era nem perto do tradicional que comemos hoje. O ketchup que conhecemos, a base de tomate, foi inventado em 1812, e foi um fracasso por conter aditivos tóxicos em sua receita. Quem realmente popularizou o molho foi o americano Henry John Heinz – que criou a Heinz em 1869 – com uma receita sem aditivos e com ingredientes naturais, mantida pela marca até hoje. Em 1870, o famoso ketchup começou a ser comercializado e em 1905, a Heinz já vendia mais de 12 milhões de unidades pelo mundo.

Já o tão amado hambúrguer, por incrível que pareça, não foi inventado pelos norte-americanos. No século 13, os soldados da Mongólia colocavam a carne embaixo da sela do cavalo durante seus trajetos para amaciar. No século XIII, os tártaros modelavam a carne assada em formato redondo para consumí-la dentro do pão como um alimento rápido e prático para servir as tropas que invadiram a Europa.

Conhecida pelo comércio de carne, a ideia foi levada para açougues da cidade de Hamburgo, na Alemanha, no século XVII, onde desenvolveram novas técnicas para moer a carne e incluir temperos e especiarias. A opção se tornou um sucesso nas vendas locais por ser saborosa e ter um custo baixo.

O bife tártaro, como era chamado, chegou nos Estados Unidos apenas em 1920 e começou a se transformar no hambúrguer que comemos hoje. Os estadunidenses não foram os inventores, mas são os responsáveis pela popularização mundial da receita. No Brasil, a primeira lanchonete foi inaugurada pelo tenista americano Robert lFalkenburg no estilo fast food, em 1952.A junção perfeita entre pão e carne logo se popularizou, e com a concorrência, as lanchonetes foram impulsionadas a criarem diferenciais para se destacarem. Queijo, alface, tomate, picles, bacon, ketchup e diversos outros ingredientes foram incorporados para agradar os clientes.

Assim como os hambúrgueres, o ketchup também passou por invocações para alegrar o paladar de quem buscava opções diferenciadas de sabor. Em 2018, a Heinz trouxe para o mercado brasileiro o ketchup sabor bacon e cebola caramelizada. A novidade foi tanto sucesso que em 2021, a marca lançou o ketchup sabor picles, desenvolvido no Brasil, e que hoje é um grande sucesso da marca.

Essas descobertas ganharam tanto o público brasileiro que, nos últimos anos, o consumo de hambúrguer cresceu mais de 500% e se tornou o lanche mais consumido do país. Ainda, de acordo com dados divulgados por uma empresa de delivery, o hambúrguer liderou o ranking das comidas mais pedidas pelos brasileiros, com média de mais de 583 mil pedidos por mês em 2022. Além do Brasil, o lanche é popular em vários países do mundo e consumido de diferentes formas, com diferentes temperos, combinações e especiarias, de acordo com a essência e culinária local.

Comente sobre esta matéria ;)