1

Como cuidar dos cabelos no verão

“Ai, que delícia o verão”?

Chegada da estação mais quente do ano, pode deixar muitos de cabelo em pé — literalmente

Altas temperaturas, sol, mar e piscina podem alterar a textura e danificar os fios. Confira cinco dicas de profissionais da área de dermatologia para cuidar dos cabelos e evitar quebra, ressecamento e queda

O verão chegou e com ele vêm os dias ensolarados, mergulhos refrescantes no mar e na piscina, e a brisa quente que acaricia a pele. No entanto, toda essa diversão sob o sol traz desafios aos cabelos. A exposição prolongada aos raios solares, a água salgada do mar, o cloro da piscina e o vento podem causar danos significativos, provocando alterações na textura e na aparência dos cabelos, tais como ressecamento, pontas duplas, quebra e queda dos fios.

Emitidos pelo sol, os raios ultravioletas (UV) são uma forma de radiação eletromagnética que acelera a oxidação das substâncias protetoras que compõem o fio capilar. A médica Thaila Farias, da área de Dermatologia da rede AmorSaúde, alerta que o sol é um agente de envelhecimento não apenas para a pele, mas também para o cabelo, podendo causar envelhecimento precoce e danos aos fios desprotegidos.

Apesar da deliciosa sensação de se refrescar em um mergulho, a água salgada do mar e o cloro utilizado nas piscinas podem representar ameaças aos cabelos desprotegidos. A médica Isabela Bastos, também da área de Dermatologia do AmorSaúde, explica que os componentes presentes na água do mar, como o cloreto de sódio e outros minerais, interagem com os fios, resultando em frizz e ressecamento. Além disso, o sal presente na água do mar retira a água do interior dos fios, tornando-os mais secos. “A absorção de água da piscina pelas células de queratina que compõem o cabelo abre as cutículas capilares, permitindo que o cloro penetre nos fios e cause opacidade, além de deixá-los mais quebradiços”, alerta a profissional.

Mas, calma. É possível aproveitar o verão sem comprometer a saúde e a beleza dos seus cabelos. Para garantir que os fios capilares permaneçam saudáveis e radiantes durante toda a estação – e também no restante do ano –, as profissionais consultadas dão cinco dicas simples para você colocar em prática hoje mesmo.

1. Proteção solar capilar: um escudo contra os raios UV

Assim como a pele, os cabelos também precisam de proteção contra os raios UV prejudiciais. “Embora muita gente não saiba, há protetores solares específicos para cabelos, uma forma de proteger os dos malefícios que o sol pode ocasionar”, ensina Thaila. Por isso, opte por produtos capilares com proteção solar, como sprays, condicionadores e leave-ins, para criar uma barreira contra os efeitos nocivos do sol. Além disso, use chapéus ou lenços estilosos para proporcionar uma camada extra de proteção aos fios.

2. Cuidado antes e depois de cada mergulho

A exposição à água do mar e ao cloro da piscina pode retirar a umidade natural dos cabelos, deixando-os ressecados e quebradiços. Assim, a dica é hidratar os fios regularmente com máscaras capilares, óleos e condicionadores.

“É imprescindível o uso de hidratação intensa antes do banho de mar, por isso, molhe o cabelo e aplique leave-in. Além disso, logo após cada mergulho, é preciso tomar um banho de água doce para minimizar os efeitos da água salgada no cabelo”, orienta Isabela. Os mesmos cuidados são indicados para o banho de piscina, sobretudo a chuveirada, pois contribui para remover os resíduos cloro, ajudando a prevenir danos a longo prazo e a manter a saúde dos fios. “Recomendo não usar shampoo com sulfato para não retirar toda proteção do cabelo”, complementa Isabela, que atende nas unidades AmorSaúde de Feira de Santana, Cruz das Almas, Santo Antônio de Jesus e Valença, todas na Bahia.

3. Penteados protetores: estilo com cuidado

 

Adote penteados que protejam os cabelos do vento, a exemplo de tranças, coques e rabos de cavalo. Esses estilos não apenas mantém os fios no lugar, mas também evitam o atrito excessivo, reduzindo a chance de danos causados pelo vento, como ressecamento, embaraçamento, nós, perda de brilho e quebra.

 

4. Evite o calor adicional: diminua o uso de ferramentas térmicas

 

O calor do verão já é suficiente, portanto, minimize o uso de secadores, chapinhas e modeladores térmicos e deixe os cabelos secarem naturalmente sempre que possível para evitar danos causados pelo calor excessivo.

“Caso seja imprescindível o uso de fontes térmicas, que trazem malefícios aos cabelos, o ideal é sempre utilizar antes um protetor térmico para evitar que o cabelo fique quebradiço ou que queime o fio”, fala Thaila, que indica o uso de um óleo para finalização do cabelo para dar aquela hidratada no fio, evitando assim que não ocorra um problema maior no futuro, como a quebra.

 

5. Alimentação saudável: nutrição de dentro para fora

 

Uma dieta equilibrada contribui significativamente para a saúde dos cabelos. Por isso, consuma alimentos ricos em vitaminas A, C, E, biotina e ácidos graxos ômega-3 para promover o crescimento capilar e manter a vitalidade dos fios. “A alimentação rica em nutrientes é imprescindível para manter o cabelo bem nutrido. Consumir frutas, leguminosas e proteínas é fundamental, assim como fugir de alimentos que não tenham uma composição saudável, a exemplo de fast food”, aconselha Isabela.

Diversos alimentos são ricos em nutrientes que ajudam a manter a saúde dos fios, como explica a médica Thaila, que atende em todo o Brasil por meio da telemedicina. “O ovo, por ter vitamina A, ajuda a inibir a queda capilar e a produção de sebo, evitando que o fio fique oleoso, já as amêndoas são ricas em complexo B, estimulando o crescimento capilar. A aveia contribui para o fortalecimento do cabelo, evitando assim a quebra e a queda. A banana, por ter magnésio, deixa o fio mais saudável. O salmão tem ômega 3 e ômega 6, estimulando o crescimento do cabelo nos nutrientes do fio”, explica a médica, citando também morango e abacate, ricos em vitamina C e E, respectivamente, ambas com ação antioxidante.

Comente sobre esta matéria ;)